Psicoterapia com PNL

A intervenção psicológica assume-se como um contexto privilegiado de promoção da saúde integrada e bem-estar, numa lógica de desenvolvimento contínuo do potencial humano e foco num futuro mais positivo. Não é necessário chegar a um estado agravado de sofrimento, desconforto ou desorientação para se procurar ajuda psicológica especializada. Pretendemos desconstruir a associação, ainda enraizada na sociedade, de que acompanhamento psicológico é sinónimo de doença mental.

É nesta abordagem construtiva que surge a introdução da Programação Neurolinguística – PNL, enquanto ferramenta prática da Psicologia para promoção do desenvolvimento integrado e de competências pessoais e sociais. Como ferramenta prática acelera processos, promove mudanças positivas e duradouras.

O que é a PNL?

Surgiu na década de 70, nos EUA, através do trabalho conjunto e de prestígio de Richard Bandler (expert em computação, lógica, e na época estudante de psicologia) e John Grinder (professor de Linguística). Citando Richard Bandler a PNL, “é um processo educacional de como usar melhor o nosso cérebro”.

Pode-se considerar que a PNL é uma ferramenta com um conjunto de técnicas validadas a nível mundial, que ajuda o ser humano a criar a sua realidade (subjectiva) de forma mais possibilitadora. Somos nós que processamos e atribuímos significado à informação que nos chega através dos 5 sentidos, por isso podemos escolher (reprogramar) a melhor forma de a processar e utilizar para nosso benefício. Ao estarmos cientes que o cérebro humano pode ser desenvolvido durante toda a vida e que é reprogramável, podemos sempre melhorar a forma como representamos internamente a realidade e comunicamos connosco e com os outros. Este processo de desenvolvimento permite-nos aceder aos nossos recursos, ao que de melhor há em nós, ou então criar novos recursos que nos levem a possibilidades mais positivas e, subsequentemente, a estados emocionais que favoreçam comportamentos e acções que desejamos.

A intervenção psicológica com recurso à PNL, promove o autoconhecimento, a autoconfiança, a auto-estima e a inteligência emocional, alicerçando estratégias para se saber lidar com situações-problema, aprender a encontrar recursos internos e soluções para ultrapassar e prevenir obstáculos e contextos limitadores, escolhendo-se ser mais feliz.

 

Principais benefícios para a pessoa

  • Aprender a identificar e gerir emoções para um funcionamento harmonioso e saudável;
  • Superar receios, bloqueios, aprender a gerir preocupações, dificuldades e stress;
  • Ultrapassar crenças limitadoras;
  • Superar estados de ansiedade, medos, fobias, traumas;
  • Superar perturbações de humor, distúrbios de comportamento e de personalidade;
  • Ultrapassar dificuldades de adaptação em diversos contextos (falar em público, por exemplo);
  • Lidar com problemáticas ligadas à dinâmica familiar e de relacionamentos;
  • Desenvolver e capacitar outras dimensões do funcionamento humano, como integração-adaptação no contexto profissional, situação de desemprego, entre outras.
  • Ser mais feliz. ​